fbpx

O que é o sinistro seguro?

Fazer sinistro seguro é uma dúvida comum entre a maioria dos condutores brasileiros. No momento da contratação de um seguro de veículo é muito comum que a palavra “sinistro” apareça nos contratos. Saber o que isso significa é essencial para ter conhecimento do que fazer nessas situações. Sinistro nada mais é do que uma ocorrência de todos os eventos que tem cobertura da apólice de um seguro de veículo. Sendo assim, o sinistro seguro é quando um condutor bate o carro involuntariamente e contrata o serviço de cobertura contra colisões. Também significa a apólice contra furtos ou roubos contra o veículo. 

Mas quando um carro é furtado ou roubado e o condutor não contratou essa cobertura no seguro, o evento não será considerado um sinistro. Isso porque, todos os danos ou consequências causadas não são asseguradas pelo sinistro seguro que o condutor contratou. 

O que significa sinistro seguro?

Um termo muito utilizado nos casos do sinistro é “carro sinistrado”. Ele é referente a um veículo que sofreu perda total ou então foi furtado ou roubado, onde o dono precisou acionar o seguro contratado. Em situações assim, a seguradora que o condutor contratou irá pagar todo o valor referente ao carro, que está acordado na apólice. Isso faz com que o veículo se torne “sinistrado”. Nos casos em que o carro foi roubado mas encontrado, ele vai para o DETRAN e passa a ser leiloado. Somente pelo fato de uma seguradora ter tido que pagar o prêmio ao segurado, isso já torna o seu veículo sinistrado. 

Em situações como essa, o documento do automóvel possui uma observação em seu verso, informando que o carro é, de fato, sinistrado. Esse é o motivo dele perder seu valor no mercado, além do dono ter dificuldades em encontrar uma seguradora para contratar o seguro. 

O que significa sinistro nos casos de perda parcial e integral do veículo?

No momento em que um sinistro ocorre, então existem dois tipos de acontecimentos:

  • Com perdas totais
  • Com perdas parciais

A indenização parcial ocorre quando os danos do veículo podem ser passíveis de consertos, sendo assim, ainda exista uma chance de ele ser encaminhado para uma oficina. É importante lembrar que a seguradora considera uma perda parcial quando os danos que ocorreram no veículo ainda podem ser consertados, mas o valor deve estar abaixo de 75% em uma avaliação. Quando o contrário ocorre, então os danos do veículo são considerados perda total. Para definir se uma perda é parcial ou total, uma vistoria deve ser realizada no veículo. 

Sendo assim, quando um veículo sinistrado é considerado com perdas parciais, existe uma avaliação que mostrará todo o custo para realizar o conserto, reparando os danos. Nessas situações, quem é responsável pelos reparos no veículo é a própria seguradora. Mas ainda sim, são os condutores assegurados que irão pagar pela franquia do seguro, sendo essa sua participação para reparar os prejuízos. Todas essas informações são encontradas durante a apólice do sinistro seguro. 

Quanto aos danos integrais dos veículos, o seguro arca com todo o prejuízo. Vale lembrar que são considerados aqueles que possuem custo superior a 75%, já que o carro sinistrado está sendo considerado com perda total. 

O que fazer no caso do sinistro?

Quando o incidente que ocorrer em seu carro estiver segurado na apólice do seguro, não há motivos para se preocupar. E são justamente essas situações que são consideradas como um sinistro seguro. De maneira geral, se os seus procedimentos forem previstos e contratados pelo condutor, então todo o prejuízo será acobertado pela seguradora. 

Veja quais são os procedimentos e como realizar o passo a passo do sinistro:

  • Boletim de Ocorrência: Assim que ocorrer um sinistro, é essencial que o condutor entre em contato com a polícia e realize um boletim de ocorrência, ou seja, BO. E isso deve ser realizado o mais rápido possível! Na ocasião, é fundamental que o condutor relate tudo que aconteceu. 

 

  • Testemunhas: Se for possível, anote ao menos três nomes de possíveis testemunhas que estavam no local do ocorrido. Também é fundamental que o condutor tire fotos ou grave vídeos, pois dessa maneira é possível criar um conjunto de provas, a qual irá acelerar o processo para a indenização. 

 

  • Avise o Sinistro: Assim que o sinistro seguro ocorrer, é essencial que o condutor entre em contato com a seguradora, informando sobre o ocorrido. Assim que o contato for realizado, os condutores serão orientados a descrever sobre o fato e apresentará todos os documentos necessários. 

Caso o condutor tenha contratado assistência 24 horas, então a seguradora irá informar e enviará todos os recursos necessários, como guinchos e outras comodidades. Vale lembrar que, atualmente, é possível informar sobre o sinistro de maneira digital. Todas as seguradoras têm um prazo de até 30 dias para resolver todos os problemas relacionados ao sinistro. 

O que acontece se a seguradora recusar o pedido do sinistro?

Não é muito incomum de uma seguradora recusar o pedido de um sinistro seguro. Mas se o pedido for negado de maneira abusiva, então ele pode solicitar o respaldo do Código Civil, além do Código de Defesa do Consumidor. Essa é uma maneira de ir atrás de seus direitos! Vale lembrar que nessas situações, é possível tomar algumas medidas, por exemplo, solicitar uma ação judicial. 

De maneira geral, quando o condutor recebe uma resposta negativa, então o segurado tem o prazo de um ano para solicitar uma ação judicial com o objetivo de revogá-la. Nas ocasiões em que houver roubo, colisão ou roubo, independentemente do tipo de perda, ou seja, parcial ou total, então o prazo começa a contar. É muito comum que essa informação chegue até os condutores por carta. 

Vale ressaltar que, no momento em que um sinistro é negado pela seguradora, então o condutor recebe um documento que confirma esse fato. Somente dessa maneira é possível solicitar uma ação judicial contra a seguradora. 

Caso tenha alguma dúvida sobre questões de sinistro, entre em contato com a Despachante.com e tenha suas respostas! 

2021-05-10T21:23:06+00:00 maio 10th, 2021|Seguro|0 Comentários

Já vai embora sem consultar os seus débitos?

Pesquise agora é grátis!

de desconto

Utilize o código #popup20