fbpx

Remarcação de chassi: Quando é necessária?

A remarcação de chassi é necessária em algumas situações. Para isso, ele segue uma série de regras específicas. Afinal, esse é um fator que corresponde a uma das formas de identificação do veículo. Hoje, aprenda mais sobre o assunto. Além de seguir uma série de normas específicas, a mudança do chassi também requer cuidados. Muitas vezes, esse elemento é objeto de falsificação. Portanto, algumas atenções são necessárias.

Abaixo, então, conheça tudo sobre a remarcação desse elemento de identificação do veículo. Da mesma forma, veja quando ela é necessária, quais são suas regras e as consequências da alteração do registro. 

O que é chassi?

O chassi de um veículo corresponde a um dos elementos de identificação dele. Assim, ele é uma das formas e saber a origem dele, assim como é a placa, o CRV ou o RENAVAN. Ele corresponde a 17 dígitos e letras que se misturam em uma ordem aleatória. Dessa forma, cada um desses códigos é próprio para cada veículo. Dentre as informações que ele guarda estão a origem do bem móvel, o modelo e o fabricante responsável.

Quando a remarcação de chassi é necessária?

Faz-se necessário remarcar essa informação quando ela sofrer algum tipo de alteração. Isto é, quando a ação do tempo, acidente ou mesmo ação criminosa tenham alterado a marcação original. Sendo um elemento de identificação que está fisicamente impresso em partes do carro (como no vidro, assoalho, motor, etc.) ele sempre deve ser legível. Por isso, qualquer alteração que não permita a sua visualização motiva a remarcação.

Dentre os motivos mais comuns para a remarcação de chassi estão:

  • Oxidação natural (ferrugem e decomposição);
  • Acidentes de carro;
  • Retorno do veículo ao mercado após assistência com cobertura de dano;
  • Por ações fraudulentas, como nos roubos e furtos de veículos de terceiros, em que os infratores buscam despistar autoridades e disfarçar o automóvel.

Em todas essas situações o chassi exigirá a remarcação. Contudo, ela não pode simplesmente ocorrer automaticamente após a constatação da sua alteração ou corrosão. Em verdade, há uma série de regras que englobam a autorização. Veja, na sequência, quais são as consequências de uma remarcação de chassi. Igualmente, o que fazer quando ela se fizer necessária e alguns cuidados indispensáveis.

Quais são as consequências da remarcação do chassi?

Infelizmente, a remarcação do registro correspondente ao chassi causa algumas consequências negativas ao proprietário do automóvel. Em primeiro lugar, isso leva à queda do preço dele. Em média, a desvalorização do veículo se dá em uma proporção de até 30% da Tabela FIPE. Portanto, em caso de revenda do automóvel para terceiros, isso tenderá a diminuir o preço que se poderá lucrar.

Outro ponto importante é que a existência de uma remarcação do chassi podem levar até mesmo à desistência da compra. Como veremos abaixo, isso muitas vezes dá indícios de atividade irregular e, ao menos, levanta desconfianças. E não para por aí. Outros dos resultados de um veículo que conta com um chassi que foi remarcado correspondem às dificuldades no financiamento. Afinal, aqui a financiadora entende que ela está assumindo um risco.

Por isso, é comum que o valor da entrada do financiamento seja menor. Da mesma forma, que se encontrem menos opções de financiamentos à disposição. Ainda, o pagamento costuma ter menor prazo e, assim, parcelas maiores.

Como fazer a remarcação de chassi

A remarcação do chassi de um carro é exigida em situações em que ela sofreu alguma alteração ou deterioração. Contudo, não basta isso. Também é indispensável que se sigam as regras especiais para isso. Afinal, há necessidade de autorização.

Primeiramente, para que essa remarcação seja possível, deve-se garantir que os débitos do automóvel estão em dia. Dentre eles estão:

  • Licenciamento do veículo:
  • Imposto de Propriedade de Veículo Automotivo (IPVA);
  • Multas de trânsito, etc.

Ainda, cabe ressaltar que o Departamento de Trânsito (Detran) de cada estado possui autonomia para estabelecer suas próprias regras para o processo de remarcação. Por isso, os procedimentos variam de acordo com a unidade federativa em que o veículo estiver registrado. Em geral, contudo, o que se exige no pedido de remarcação de chassi envolve a quitação dos itens acima. Igualmente, a apresentação de alguns documentos básicos. São eles:

  • Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV);
  • Documento de identidade com foto;
  • Notas da venda ou comprovantes de compra do automóvel;
  • Comprovante de endereço com até 180 dias de expedição;
  • Requerimento de remarcação de chassi com assinatura do proprietário.

Ainda, a depender do Detran, poderá haver a cobrança de uma taxa de vistoria pelo departamento para, somente depois, liberar a remarcação do chassi. 

Ao se obter a autorização para realizá-la, então, deve-se procurar uma das oficinas automecânicas que sejam credenciadas pelo Detran para realizar o serviço. A autorização, aliás, tem validade de apenas 30.

Quais são os cuidados em relação à remarcação de chassi?

Como vimos, a alteração de chassi tende a diminuir o valor de repasse do veículo. Ainda, requer autorizações. Mas não é só quando o seu automóvel precisa fazer essa alteração que você deve se atentar. Em verdade, sempre que houver a compra de veículo usado é necessário ter cuidados em relação ao chassi, seu estado, alterações e indícios de fraudes. Por isso, não deixe de fazer uma vistoria cuidadosa. Igualmente, faça uma pesquisa quanto ao histórico do veículo.

Com as informações da placa é possível saber se ele já foi alvo de furto ou roubo. Ainda, tem-se acesso a outras informações relevantes que possam, de alguma forma, dar indícios de problemas.

Caso você ainda tenha dúvidas ou não se sinta seguro para tomar uma decisão, não deixe de buscar a ajuda de um despachante online. Com isso, você pode terceirizar a tarefa de averiguação e de análises do veículo e de sua documentação. Da mesma maneira, pode garantir orientações de especialistas em documentações de veículos. Com eles, você tem uma análise mais profunda sobre o estado do veículo e eventuais indícios de alteração fraudulenta do chassi.

Por fim, lembre-se de que ao comprar um veículo com alteração do chassi (de forma correta e legal) seu valor custará menos e você tem direito de exigir o desconto.

2021-09-27T17:26:51-03:00 setembro 27th, 2021|Documentação de Veículos|0 Comentários

Já vai embora sem consultar os seus débitos?

Pesquise agora é grátis!

de desconto

Utilize o código #popup20